sábado, 29 de setembro de 2007

Diamantina é o Beco do Mota

Diamantina é o Beco do Mota



Minas é o Beco do Mota



Brasil é o Beco do Mota



Viva o meu país!

Por meio da inspiração da música de Milton Nascimento, o primeiro destino a ser comentado por aqui será Diamantina... Um lugar longe da cidade grande, mas que guarda seus encantos e conquista os visitantes. Eis aqui então um pouquinho sobre a cidade dos diamantes...

Diamantina é uma cidade bem pequena, onde você reconhece as pessoas em dois dias de passeio pelas ruas de lá. O point da galera é uma ladeira perto da catedral, e podemos encontrar alguns lugares pra ir, como o Apocalipse point e o Café à Baiúca.
Alguns dos pontos turísticos mais famosos são: Casa de Chica da Silva, Museu do Diamante e Casa de Juscelino Kubitschek. A Casa de Chica tem dois andares, porém o mais interessante está no segundo, que é uma relação entre os sete pecados capitais, as três virtudes e Chica da Silva. Gula, soberba, luxúria, preguiça, avareza, ira e inveja estão expostos em sete pinturas, em que a modelo é a ex-escrava, e ao lado do quadro encontra-se uma música que aborda o tema explorado na arte. Um grande painel central, dividido em três partes, mostra Chica representando esperança, fé e caridade.
Andando mais um pouco e entrando pelas ruelas da cidade chegamos à simples casa de pau-a-pique que foi a residência do ex-presidente JK durante sua infância. Depois de sua morte transformou-se em museu e abriga peças que pertenceram a esse ícone da política brasileira. Não deixe de conferir o Bar do Nonô, no porão da casa...
Na cidade também acontece a Vesperata, um dos principais eventos do local, que é o seguinte: perto da catedral, as mesas e cadeiras dos bares e restaurantes são dispostas ladeira abaixo e o maestro fica no meio regendo a orquestra da PM, que está dividida pelas sacadas das casinhas. Eles tocam desde rock até música espanhola. Mas sendo sincera, dão um show!


Catedral Metropolitana de Santo Antônio da Sé - Centro Histórico


No domingo, a cidade é calma, principalmente à tarde. Depois do almoço as pessoas vão descansar enquanto um grupo de jovens senhores se junta no Beco da Tecla e promovem o famoso Café no Beco.
Bom, vale também mencionar que um dos fatores que impulsionou o crescimento da cidade foi a UFVJM (Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri). De acordo com os habitantes de lá, durante a semana é um vai e vem de alunos pelas ladeiras de Diamantina. E como grande parte dos estudantes vem de longe, é muito comum encontrar républicas por lá. E como a universidade é meio distante do centro, também faz parte pedir carona pros carros que passam na estrada.

2 comentários:

Anônimo disse...

Ehhhh!!!!
finalmente o blog recebeu seu primeiro post "turístico"...hehehe
agora falta linkar os outros blogs!
bjus

Ana Caroline disse...

Ca amei a sua descrição da cidade de Diamantina!!! Ficou show!!! E adorei o blog!!! Vou te linkar!!! hauhauahuhaua
ate manha!!
=******